Um passeio por Viña del Mar

Conhecida no Chile como a “Cidade Jardim”, Viña del Mar tem esse nome graças aos vinhedos plantados na Fazenda Siete Hermanas e à proximidade desses vinhedos com o Oceano Pacífico.

A cidade encanta os visitantes logo na chegada, com belas construções e lindas, porém geladas, praias.

Viña del Mar é tida como a capital do turismo no Chile, devido à sua grande estrutura hoteleira e também por um de seus principais balneários, a charmosa praia de Reñaca.

À primeira vista, Reñaca te faz sentir como se estivesse em um cidade na costa do Mar Mediterrâneo. Uma praia com areia fina e branca, águas azuis e prédios luxuosos construídos na encosta da pequena serra que beira o balneário, dão um tom mais que especial para o turista que resolve curtir o sol às margens do Pacífico.

renaca

 

Porém, Viña del Mar não se resume apenas a Reñaca. A cidade é conhecida mundialmente por seus festivais de cinema e música, ambos realizados no parque Quinta Vergara, uma das maiores áreas verdes de Viña.

Passeando um pouco pela cidade você pode conhecer bastante sobre a história e a arquitetura de suas antigas construções, como a do Casino Viña del Mar, inaugurado em 1929, e o Hotel del Mar.

Uma dica é visitar o molhe (muelle) Vergara foi construído para ser um embarcadouro de mercadorias, mas hoje não tem mais função comercial, é tornou-se um dos passeios mais interessantes da cidade, por de lá é possível ver a baía de Valparaíso e toda sua amplitude. Outro ponto turístico que tem passagem obrigatória é o Relógio das Flores, localizado em frente a praia de Caleta Abarca, na avenida que a une Viña del mar a Valparaíso, e que foi construído especialmente para dar as boas vindas à Copa do Mundo de Futebol de 1962, disputada na cidade.

relogio

Pra quem gosta da cultura e dos mistérios chilenos, o ponto turístico mais imponente e indispensável é o autentico Moai da Ilha de Páscoa, que fica exposto em frente ao Museo Fonck. Curiosamente é um dos únicos Moais que se tem notícia fora da Ilha de Páscoa, também existe um no Museu Britânico de Londres e outros 9 foram retirados da ilha, porém ninguém sabe ao certo o paradeiro.

museo fonck

Como chegar – Na maioria das vezes os turistas acabam saindo de Santiago, em uma viagem de aproximadamente 2 horas.Partindo da rodoviária de Santiago existem linhas de ônibus até Valparaíso que saem a cada meia hora, de Valparaíso é possível tomar outro ônibus até Viña.
Também existem empresas de turismo que fazem o passeio pelas duas cidades, partindo da rodoviária de Santiago.

Onde ficar – A rede hoteleira de Viña del mar é a que mais se destaca no Chile, oferecendo desde resorts até pousadas. Uma dica é ficar próximo aos grandes centros e balneáreos, como as praias de Reñaca e Concón, e também nos arredores do Esteiro Marga Marga.
Outros locais de destaque são o Casino Viña del Mar e o Hotel del Mar, para aqueles que estão dispostos a pagar um pouco mais caro.

Quando ir – Viña del Mar, como todo o resto do Chile, é um destino que se pode visitar o ano inteiro. Porém a época mais visitada é no inverno, devido ao grande número de turistas na capital Santiago para a temporada de esqui.
A cidade é uma excelente opção para se visitar no verão, quando as temperaturas sobem e os visitantes conseguem criar coragem e encarar as geladas águas do Oceano Pacífico.

O que conhecer – Alguns lugares são obrigatórios para todo turista em Viña del mar.
Visitar o Relógio das Flores, o muller Vergara, o Moai do Museo Fonck, o Esteiro Marga Marga, tomar um banho de sol e quem sabe até um banho de mar nas praias de Reñaca e Concón, tentar a sorte nas mesas e máquinas do Casino de Viña del Mar e também desfrutar de toda a estrutura gastronômica que a cidade tem a oferecer.

COMPARTILHAR

NENHUM COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO