Estância Climática de Analândia

Sexta-feira. Você trabalhou a semana toda feito doido, aguentou seus chefes e seus compromissos e agora está esperando a sua recompensa, certo?

Se a resposta for sim, não pare de ler esse post! Se a resposta for não, também não pare. Você vai acabar mudando de idéia…

A gente te leva a um refúgio que oferece aventura para todos os gostos. Estamos falando da Estância Climática de Analândia, a pouco mais de 200 km da capital paulista, entre as cidades de Itirapina e Pirassununga.  Perfeita pra quem gosta de natureza e está a procura de um final de semana diferente.

 

“ANA-LÂNDIA, cidade de Ana…

Das Anas, das Marias, das Paulas, dos Renatos, dos Pedros, dos Ruis, de todos nós que amamos a natureza…”

– Telma Rosa Ciarrocchi de Guido

 

Analândia é um dos 12 municípios paulistas considerados estâncias climáticas pelo Estado de São Paulo. Cercada por morros e cachoeiras, ela tem a fama de ser um “lugar mágico”. E realmente é. Quem conheceu se encantou!

Esse refúgio no interior paulista conta com várias empresas de turismo que oferecem os mais diversos tipos de passeios a preços bem bacanas.

Ao chegar à cidade vá direto ao Ponto de Atendimento ao Turista – PAT, que fica bem no centro. Lá você poderá conhecer um pouco mais da história da cidade e terá maiores informações sobre as agências e os passeios que elas oferecem. Confira algumas das atrações que te esperam:

 

Morro do Cuscuzeiro

cuscuzeiro
Vista do morro a partir da Fazenda Cuscuzeiro.

 Parada obrigatória pra quem curte escaladas e cavalgadas. Parar apenas para apreciar a paisagem também é válido. Esse é o tipo de passeio pra família toda. Acredite, a criançada vai adorar o passeio à cavalo!

Para escalada, contrate uma agência de turismo. As cavalgadas podem ser contratadas diretamente no local.

 

Morro do Camelo

Morro do Camelo com o Cuscuzeiro ao fundo.
Morro do Camelo com o Cuscuzeiro ao fundo.

Bem próximo ao Morro do Cuscuzeiro, o Morro do Camelo te presenteia com uma vista incrível de toda a cidade. O que diferencia é a sua formação curiosa de Camelo (ou de tartaruga e até de índio, de acordo com a sua imaginação).

O trajeto desde o Morro do Cuscuzeiro pode ser feito de carro ou a pé, dependendo do seu fôlego, lembrando sempre que as estradas são de terra.

 

Cachoeira da Bocaina

Cachoeira da Bocaina a partir de sua queda d'água.
Cachoeira da Bocaina a partir de sua queda d’água.

A Cachoeira da Bocaina é muito apreciada por praticantes de cachoeirismo e tem uma vista privilegiada com seus 55 metros de altura. O local é próximo ao Morro do Camelo e é de fácil acesso.

Cachoeira da Bocaina vista da parte de baixo.
Cachoeira da Bocaina vista da parte de baixo.

A cidade conta com outras cachoeiras menores e ideais para banhistas, a Cachoeira da Ponte Amarela e a Cachoeira do Escorrega são constituídas de pequenas cascatas, esta última conta com serviço de Restaurante e Camping. A Cachoeira do Salto Major Levy tem 25 metros e é muito visitada devido a sua beleza e localização, logo na entrada da cidade. Suas águas vêm da nascente do Rio Corumbataí que tem origem em Analândia.

 

Ponte Amarela

Piscinas naturais entre as corredeiras.
Piscinas naturais entre as corredeiras.

Um pouco afastado do centro, existe um bairro chamado Portal das Samambaias, onde fica um local conhecido como “Ponte Amarela”. Bem ali, no córrego da Olaria, existe uma piscina natural formada por muitas corredeiras de água, ideais pra uma deliciosa hidromassagem natural. Para aqueles que curtem uma aventura é só descer pelo leito do rio e fazer um “aquatrekking”. O percurso até a cidade conta com duas cachoeiras e tem aproximadamente 1.800 metros.

 

COMPARTILHAR

NENHUM COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO