Economizando na hora de viajar – Dicas úteis

Viajar é uma das formas mais prazerosas de gastar o suado dinheiro, certo? Mas não há nada melhor do que fazer uma viagem incrível e voltar para casa com alguns trocados, para poder começar a pensar no próximo destino.

Algumas dicas podem realmente fazer com que cada centavo do seu dinheiro seja valorizado durante uma viagem, mas sem deixar de aproveitar tudo o que o lugar oferece de bom.

Por essa razão, somamos todas as nossas experiências (principalmente os perrengues) e elaboramos uma série de dicas que facilitam muito na hora de otimizar o orçamento de uma viagem. Atitudes para colocar em prática e que farão toda a diferença, seja em uma pequena viagem de final de semana ou até mesmo naquela sonhada viagem de férias.

 

Com atitudes simples é possível economizar até 40% em viagens.
Com atitudes simples é possível economizar até 40% em viagens.

 

Passeios e transportes

Passeios são responsáveis por grande parte dos gastos de uma viagem, entre 20% e 30% do custo total. Quando o assunto é visita a museus, parques e outras atrações turísticas, as principais dicas são:

  • Procure saber se o destino possui alguma cooperativa de turismo. Geralmente os passeios contratados diretamente com as cooperativas são mais baratos e ainda beneficiam diretamente os trabalhadores locais;
  • A grande maioria dos museus e pontos turísticos oferecem ingressos mais baratos ou gratuitos em determinadas datas do mês. Informe-se a respeito dessas datas e tente encaixar sua viagem nesses períodos;
  • Alguns destinos costumam oferecer roteiro entre museus, parques e outras atrações turísticas (como o tour entre os museus de Paris). Nesses casos, você pode comprar um bilhete único e visitar todas as atrações do circuito. Geralmente o desconto fica em torno de 30% comparado à tarifa total de todas as atrações;
  • Informe-se também se o destino possui serviço municipal de ônibus turísticos. Para os viajantes com pouco tempo, esse serviço costuma ser mais barato comparado aos táxis e mais rápido comparado aos ônibus regulares.

Quando falamos em transporte, devemos considerar todos os gastos usados em nossos deslocamentos, como o deslocamento entre hotel e aeroporto. Algumas atitudes ajudam a reduzir os custos com esse item:

  • Entre o aeroporto e o hotel a dica é verificar se o destino oferece sistema de ônibus executivo entre o aeroporto e o centro da cidade. Esses sistemas costumam ser bem mais baratos do que táxis e com o mesmo conforto e praticidade;
  • Em alguns destinos existem sistemas de carros particulares (como os remises de Santiago, no Chile). Esses carros geralmente cobram mais barato do que um táxi e te deixa na porta do hotel;
  • Uma dica interessante é procurar se alguém do seu voo vai para a mesma região (basicamente, fazer amizade com outros passageiros) e dividir o táxi, o que é bem comum em alguns países;
  • Fique atendo às tarifas cobradas pelos táxis, pois dependendo do seu destino existem taxas extras para bagagens, retorno para o aeroporto e custos adicionais para horários noturnos;
  • Caso o jeito seja usar um táxi, pesquise antes qual a média do valor da corrida e tente negociar com o taxista. Existem muitos destinos onde os taxistas não usam taxímetro, portanto, abuse na negociação!

 

Passagens aéreas

O custo com passagem aérea é, talvez, o que mais impacta no orçamento de uma viagem. Muitas vezes esses custos podem passar 50% do valor total da viagem. Para diminuir esse custo, algumas dicas podem ser eficientes:

  • Em alguns casos é mais vantajoso comprar uma passagem para uma cidade próxima do seu destino. Por exemplo: uma passagem para Eindhoven custa cerca de 30% menos do que uma passagem para Amsterdã, e transporte entre elas custa apenas €18. O que acaba compensando, mesmo tendo que pegar um transporte entre as cidades;
  • Sempre pesquise suas passagens com pelo menos 3 meses de antecedência. Isso ajuda a encontrar promoções e valores mais acessíveis;
  • Se sua viagem tem mais de um destino, faça sua busca usando o sistema de múltiplas cidades. Isso pode deixar a passagem mais barato do que usando apenas um destino, por exemplo: as passagens aéreas de São Paulo para Lisboa saem mais caras do que as passagens de São Paulo para Barcelona, considerando Lisboa como parada;
  • Use buscadores de passagens para pesquisar, mas sempre compre diretamente com a companhia aérea. Os buscadores e sites de comparação de preços geralmente cobram uma taxa extra, que gira em torno de 8% do valor total das passagens;
  • Aproveite os códigos de descontos na hora de comprar sua passagem. Você pode conferir quais códigos estão válidos no site picodi.com/br;
  • Uma ferramenta muito boa para comparar preços é o Google Flights, que mostra em tempo real os valores relativos a cada destino.

 

Hospedagem

O custo com hospedagem é considerado o segundo maior gasto da viagem, atrás apenas das passagens. Algumas práticas podem ajudar a economizar nesse item:

  • Caso a opção seja se hospedar em hotel, busque informações em fóruns e grupos de viajantes. Existem muitos hotéis bons e baratos que não costumam anunciar em sites de reservas;
  • Se a opção é economizar, opte por ficar em um hostel, onde os preços variam de acordo com o tipo de quarto. É possível encontrar quartos com um valor até 80% mais baixo que em hotéis, além de ser possível se hospedar em quartos coletivos;
  • Outra opção para economizar são os BnB’s (abreviação para bed and breakfast, cama e café da manhã em inglês). Esses sistemas permitem desde o aluguel de um quarto em uma casa ou apartamento, até o aluguel de todo o espaço por um determinado período. Geralmente essa opção dá mais liberdade ao hóspede, além de ser mais econômica. Um site bom para esse tipo de hospedagem é o AirBnB;
  • Se você está interessado em não gastar quase nada com hospedagem, pode também experimentar o Couch Surfing, ou CS, que é um sistema de hospedagem gratuita onde o anfitrião cede um espaço (geralmente o sofá, daí a tradução do nome: surfando no sofá) para o hóspede dormir.

 

Alimentação

Em toda viagem a gente acaba chutando o balde e experimentando as delícias locais. Algumas dessas dicas podem te ajudar a gastar menos e aproveitar do mesmo jeito:

  • Dê preferência para restaurantes fora das áreas turísticas. Geralmente os preços são menores e a comida pode ser até melhor;
  • Gastos com café da manhã podem ser otimizados se você optar por comprar os alimentos em algum mercado e tomar um café mais modesto;
  • Alguns restaurantes, principalmente na Europa, oferecem pratos executivos para o almoço a um preço muito baixo. Em Barcelona, por exemplo, é possível almoçar frutos do mar por menos de €8. Uma pesquisa rápida na internet pode ajudar a encontrar esses restaurantes;
  • Fique de olho nos grupos de viajantes e sites como o TripAdvisor para encontrar restaurantes bons e econômicos, sem deixar de conhecer os pratos típicos da região em que você está.

 

Evitando perrengues
  • Faça sempre um seguro viagem;
  • Considere uma reserva para gastos inesperados, como medicamentos;
  • Fique sempre ligado na previsão do tempo, pois uma chuva inesperada pode cancelar um passeio ao ar livre;
  • Sempre monte seu roteiro desconsiderando os dias de chegada e partida. Geralmente esses dias são cansativos e podem ter atrasos;
  • Em viagens aéreas é sempre bom levar uma mala de mão com uma troca de roupa e itens de higiene pessoal. Nunca se sabe quando nossa bagagem será extraviada.
COMPARTILHAR

NENHUM COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO