Manual do mochileiro

Mochilar não é só colocar uma mochila nas costas e sair por aí perdido.

Então antes de colocar o pé na estrada faça um bom planejamento, se possível com um bom tempo de antecedência. Pesquise bastante sobre tudo que puder, pois quanto mais você souber sobre os destinos que irá conhecer, melhor será a viagem.

backpacker

 

Por onde começar? 

Reúna o máximo de informações sobre os destinos que irá visitar. Comece pesquisando sobre a logística da viagem pra ter uma noção de quanto irá gastar. Monte um roteiro básico. Pesquise:

• Quais são as principais rotas e meios de transporte para se chegar nos destinos escolhidos.

• Quais são os principais tipos de hospedagem nas cidades por onde irá passar e quanto elas custam.

• Quais são as “principais atrações” e se as mesmas são de fácil acesso ou necessitam da contratação de serviços de tours ou guias e quanto custam estes serviços.

Para enriquecer a viagem e tentar enxergar além do “esquema pra turista ver”, pesquise também o básico sobre a cultura, a história, a política, a geografia, e a economia de determinado lugar. Se deseja visitar parques nacionais e outras áreas preservadas e/ou selvagens tente saber mais sobre a fauna e flora da região e os cuidados que se deve tomar antes de se aventurar em alguma trilha. Pesquise sobre quais são as roupas e equipamentos mais adequados ao clima e geografia das regiões que irá visitar.

Antes de planejar o orçamento é importante fazer uma reflexão sobre os seus hábitos de consumo. É necessário que você conheça seus limites e o quanto estará disposto a sair da sua zona de conforto durante a viagem. Então pense sobre o quanto você estará disposto a perder de sua privacidade em diversos momentos do dia, inclusive na hora de dormir. O quanto consumista, o quanto corajoso, o quanto curioso, o quanto exigente e principalmente o quanto estará disposto a pesquisar e pechinchar antes de comprar um produto ou serviço. Isso fará toda a diferença no valor da viagem. Confira a seguir algumas dicas para economizar e pense quais são as mais adequadas para você!

 

Formas de economizar no Transporte

Transporte aqui inclui a locomoção de partida e chegada e o que você irá gastar circulando pelos destinos.

 

Dicas de como economizar na Passagem Aérea

A passagem aérea é sem dúvida o item que mais encarece a viagem, então confira as dicas: – Compre sempre pela internet. É economia certa! – Pesquise muito antes de comprar. – Faça as buscas com pelos menos 3 datas diferentes. Como se fosse voar daqui a 3 dias, 1 mês e 3 meses. O objetivo é entender como funciona a política de preços de tal companhia. Algumas vendem muito mais barato se você comprar antecipado, outras não. – Evite comprar passagens só de ida (one way) pois elas custam quase o mesmo preço das Round Trip (ida e volta). – Se planejar a viagem com antencedência você poderá adquirir a passagem em alguma promoção ou leilão na internet. – Se seu roteiro for flexível tente pesquisar por passagens em rotas alternativas. Países ou estados vizinhos as vezes podem ter passagens muito mais baratas que o destinos onde você está, sendo assim uma viagem de ônibus até lá pode valer muito a pena. Se for viajar por muitos países em continentes diferentes, um bilhete RTW (Round The World Ticket) pode fazer a sua viagem muito mais barata. Sites de comparação de preços de passagens aéreas:

 

Transporte Público

Utilize o transporte público para circular pelos destinos que irá visitar. Ônibus, Metrô, trem, lotações, etc.

 

Circulando com Táxis

Em muitos destinos os táxis também são um opção barata para circular, mas quando usar um táxi nunca peça uma sugestão de serviços como hospedagem, restaurantes e outros do tipo para o taxista. A sugestão dele sempre será te levar o mais longe possível para cobrar mais ou será aquela onde ele ganha mais comissões. Seja exato no que quer e pergunte sempre antes quanto irá custar a corrida ou pelo menos um valor aproximado. Sem saber disso é furada!

 

Circulando com Bicicleta

Em muitos destinos você irá economizar muito se alugar uma bicicleta para circular pelas atrações. Procure no Google por “rent a bicycle”.

 

Formas de economizar na Hospedagem

1 – Albergues / Hostels – Se for viajar sozinho a dica são os quartos coletivos, se viajar em dupla ou casal os albergues também possuem quartos privativos que em geral são mais baratos que os hotéis Econômicos.

2 – Hotéis Econômicos – Os Hotéis Econômicos também são uma boa opção. Muitas vezes são hotéis frequentados por mochileiros de todo mundo ou hotéis de redes econômicas. As principais redes de hotéis econômicos são: Formule 1, Econolodge, EtapHotel. Além das redes procure no google por “Budget hotels”.

3 – Campings free – Há campings Free ou quase free em quase todos os destinos do mundo, então sua barraca pode ser bastante útil. Além de ser de graça ou quase de graça são também uma ótima opção para ficar mais perto da natureza. Procure no google por “free campsites”, “free camping sites”, “free campgrounds”. Em destinos com frio extremo é necessário barraca, saco de dormir e roupas especiais. Ambientes hostis e/ou com temperaturas extremas não são recomendados para viajantes inexperientes.

4 -Se hospedar de graça na casa de outros viajantes – Há alguns sites especializados na troca de hospedagem, onde você poderá oferecer sua casa como hospedagem e também se hospedar na casa de outras pessoas de todo o mundo, os mais conhecidos são: Couchsurfing, Hospitality Club e Stay4Free.

5 – Longas viagens noturnas e Locais públicos abertos 24h – Em uma viagem longa, dormir sem pagar nada em algumas oportunidades poderá fazer você economizar bastante. Escolher viajar a noite em ônibus e trens e em alguns locais públicos são algumas das opções. O site The Budget Traveller Guide to Sleeping in Airports, traz uma lista dos melhores aeroportos do mundo para dormir.

 

Formas de economizar na Alimentação

A alimentação pode chegar a ser até o segundo item que mais irá levar embora seu suado dinheirinho e além disso pode ser responsável por alguns dias de viagem perdida em casos de má alimentação, pois é comum adquirir uma intoxicação alimentar ou passar pela conhecida diarréia do viajante. Portanto para se alimentar bem e barato, na maioria dos casos a melhor opção é o bom e velho supermercado.

A maioria dos albergues/hostels possui cozinha coletiva que fica a disposição dos hóspedes exatamente para esse propósito. Além do mais é assim que nascem amizades e romances. Não se envergonhe em propor a outros viajantes “uma vaquinha no supermercado” para comprar itens para cozinhar o almoço ou jantar! O dinheiro que economizar com isso, você poderá gastar à noite na balada com seus companheiros de rango! Se for ficar em campings leve um bom Equipamento de fogo. Isso tudo não exclui você de saborear delícias da gastronomia local, pois os restaurantes populares também podem ser um ótima opção. Estes restaurantes costumam ser frequentados pela população local, são como os “Pratos Feitos” e “Comerciais” Brasileiros e que muitas vezes vendem os mesmos pratos típicos de restaurantes para turistas.

 

Pechinchar sempre!

Turistas sempre pagam mais caro por tudo. É como se carregassem na testa uma placa: Tenho dinheiro sobrando, cobre mais caro! Não é só no Brasil que isso acontece! Por isso pechinche sempre! Principalmente quando o produto ou serviço não tiver o preço exposto de forma clara. Se usar essa regra com certeza irá economizar muito. Se tiver vergonha de pechinchar, em alguns casos pagará até 3 vezes mais do que pagaria um cidadão local pelo mesmo produto ou serviço. Pechinche sem medo de ser feliz!

 

De olho na notícia

Acompanhar o noticiário sobre os destinos que irá conhecer pode ser muito útil para evitar roubadas: Intempéries, greves, manifestações, etc Para essa tarefa você pode usar o Google Notícias. Se tiver conhecimento da língua o ideal é pesquisar as notícias utilizando a busca do Google News local. Para isso mude a língua padrão e visite o endereço do Google daquele país: (http://www.google.com.br/language_tools?hl=pt-BR). No OnlineNewsPapers.com você encontrará um diretório com sites de jornais de todo o mundo. Se pesquisar no google por “world newspaper directory” também irá encontrar diversos sites como esse.

 

Cuidados com dinheiro em espécie e outras formas de pagamento!

Nunca leve em espécie tudo que irá gastar e se possível espalhe seu orçamento em várias formas de pagamento. O que levar em espécie divida em várias partes. Exemplo: Coloque uma parte em um Money Belt, outra se possível em um Leg Money Belt, uma terceira parte em alguma peça de roupa na mochila e a quarta parte para fazer pequenos pagamentos, na carteira ou bolso ou faça da maneira que achar melhor “mas nunca deixe todos os ovos na mesma cesta”. Cheques de viagem eletrônicos também são muito úteis e seguros, o mais utilizado é o Cartão Travel Money.

Cartões de debito e crédito também são uma opção.

Os da Rede Cirrus/MasterCard são aceitos em 210 países. No link abaixo você irá encontrar uma busca por ATM’s(Caixas eletrônicos) em todo o mundo: http://www.mastercard.com/us/personal/en/cardholderservices/atmlocations/index.html\

A rede VISA atende 170 países e no link abaixo você encontrará um sistema de busca por estes ATM’s.http://visa.via.infonow.net/locator/global/

 

Zonas de risco

Zonas de Risco são os locais com conflitos armados ou com altos índices de criminalidade. É bom saber se nos destinos que irá visitar há locais assim. Há mapas do Google Maps na internet com esses dados, procure pelas palavras chave: crime maps nome do destino + Crime Map Conflict Map

 

Não ostente!

O pior de todos os comportamentos de risco sem dúvida é a ostentação. Por isso evite ostentar. Durante sua viagem você irá ver mochileiros do mundo todo sempre com roupas simples. Essa é a receita. Vista-se o mais simples possível e sem penduricalhos e outros objetos que chamem atenção.

 

Saúde do Viajante

Você deve ficar atento às doenças e epidemias nos destinos que irá visitar, para tomar as vacinas certas e evitar comportamentos de risco. Há um mashup do Google maps muito bom sobre isso é o: http://www.healthmap.org/pt

Um mal muito comum em qualquer viagem internacional é a chamada Diarréia do Viajante, pesquise sobre ela e outras doenças comuns em viagens. Se pretende visitar locais com altitude acima de 2500m fique atento nas dicas do tópico: Soroche Mal de Altura ou Mal da Altitude

 

Gostaria de viajar dessa forma. Será que consigo?

Sim, você consegue! Se você planejar e pesquisar bastante, terá o principal ingrediente para tornar qualquer viagem um sucesso: A informação!

 

Se viajar bem informado você:

1- Irá passar por menos “perrengues”

2- Irá economizar grana

3- Conhecerá de fato os locais por onde irá passar e não apenas visitará cartões postais Então, antes de ficar angustiado pensando nos perigos da estrada , lembre que você faz parte de uma espécie que há 200 mil anos percorreu o mundo todo a pé e povoou cada pedaço do globo terrestre!

Hoje você tem a disposição a internet, os aviões, as botas com solado vibram e as mochilas de Cordura! Isso é um verdadeiro aparato e com ele você chega onde quiser! Basta informação, um pouco de grana e uma pitada de atitude, o resto você encontra na estrada.

Acredite, aquele ditado não é conversa mole: A vida passa rápido! Não deixe ela passar por cima dos seus sonhos. Pé na Estrada!

 

É seguro viajar assim?

Poderia dizer que é tão seguro como viajar com pacotes de agências de viagem, mas se você fizer a lição de casa antes, e pesquisar muito para obter o máximo possível de informação sobre os locais para onde vai viajar, com certeza você estará muito mais seguro do que o cliente da operadora. Você saberá o que evitar ou não, pois pesquisou pra isso. As operadoras e agências inventaram essa conversa de que é mais seguro viajar com o respaldo e a ajuda de um expert (o Agente de viagens), mas a verdade é que o expert deve ser você mesmo. E a água de côco pra você vai sair mais barata! Pode acreditar!

Este é um trecho do Manual do Mochileiro de Primeira Viagem, você pode conferir mais tópicos e informações no fórum www.mochileiros.com!

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO