Os 7 livros que todo viajante deveria ler

“A vida é um livro e quem não viaja lê apenas a primeira página”. Nunca a famosa frase de Santo Agostinho fez tanto sentindo quanto nos tempos atuais.

Em um mundo extremamente conectado, onde o conteúdo é compartilhado livremente, falar em livros (principalmente os impressos) pode parecer algo ultrapassado. Mas esse post tem mesmo um toque “retrô”, daquela saudosa época em que os viajantes realmente viajavam, conheciam as culturas, quebravam paradigmas e aprendiam muito ao invés de apenas marcar presença nos lugares com “selfies e check-ins”.

Talvez o maior companheiro de viagem que alguém pode ter é um livro. Alguns livros tem o poder de tirar o leitor da realidade, e dependendo do título pode até mudar completamente a realidade. Uma boa leitura durante uma boa viagem pode transformar radicalmente o modo como encaramos a vida e melhorar nosso autoconhecimento.

Um livro pode ser o melhor companheiro de viagens.
Um livro pode ser o melhor companheiro de viagens.

Pensando nisso elaboramos essa lista com os melhores livros sobre viagens e para viagens. Desde títulos que falam sobre destinos incríveis até títulos que retratam histórias de vida e formação de caráter por conta de uma viagem. Confira a sinopse dessas obras e escolha sua próxima companhia:

 

on the roadOn the road – Jack Kerouac

Sinopse: Sal Paradise é o narrador de ‘On the road – pé na estrada’. Ele vive com sua tia em Nova Jersey, Estados Unidos, enquanto tenta escrever um livro.

Em Nova Iorque, conhece um andarilho de Denver de personalidade magnética chamado Dean Moriarty. Dean é cinco anos mais novo que Sal, mas compartilha o seu amor por literatura e jazz e a ânsia de correr o mundo.

Tornam-se amigos e, juntos, atravessam os Estados Unidos, de New Jersey até a Costa Oeste, deparando-se com os mais variados tipos de pessoas, numa jornada que é tanto uma viagem pelo interior de um país pela Rota 66 quanto uma viagem de autoconhecimento – de uma geração assim como dos personagens.

 

na natureza selvagemNa natureza selvagem – Jon Krakauer

Sinopse: Depois de terminar a faculdade com brilhantismo, Chris McCandless, jovem americano saudável e de família rica, doa todo o dinheiro que tem, abandona o carro e a maioria de seus pertences, adota outro nome e some na estrada, sem nunca mais dar notícias aos pais.

Dois anos depois, Chris aparece morto num lugar ermo e gelado do Alasca.

Por onde andou, o que buscava, por que morreu? Quem era realmente Chris McCandless? Para responder a essas perguntas, Krakauer refaz a longa saga do aventureiro até seu triste desenlace revelando o que realmente motivou todos seus atos.

 

de moto pela américa do sulDe moto pela América do Sul – Che Guevara

Sinopse: Este diário – reelaborado por Ernesto Che Guevara, em forma narrativa, graças às suas anotações detalhadas – é o relato da viagem feita por Che e seu amigo Alberto Granado, desde a Argentina até a Venezuela, em 1952.

Aventura e emoção entremeadas de reflexões sobre múltiplos aspectos da América – a miséria dos índios, o espanto de conhecer o mar-, o mundo percebido pelos olhos de um jovem de 23 anos, disposto à surpresa e à compaixão, mas também querendo descobrir sua verdadeira vocação, aproveitar a vida, enamorar-se verdadeiramente.

Tudo isso enquanto a moto segue pelas estradas poeirentas e arriscadas, perdendo peças pelo caminho, provocando tombos e episódios tragicômicos.

 

mar sem fimMar sem fim – Amyr Klink

Sinopse: Depois dos sucessos de ‘Cem dias entre céu e mar’, e ‘Paratii’, Amyr Klink traz agora o relato de sua viagem de cinco meses e cerca de 18 mil milhas navegadas dentro da Convergência Antártica, sem pôr os pés em país nenhum e enfrentando toda a sorte de desafios.

O resultado está neste livro, uma espécie de diário de bordo ilustrado.

Dos preparativos do projeto à festejada volta a bordo do veleiro Paratii, a obra desperta no leitor tanto o desejo de aventura como a curiosidade em relação á região que os navegadores antigos costumavam designar como ‘além do inferno’. ‘Mar sem fim’ contém também três cadernos especiais, com 53 ilustrações da fauna da região, fotos, mapas da Antártica feitos especialmente para esta edição pelo artista plástico Sírio Cançado, e ainda desenhos do Paratii.

 

1000 lugares pra conhecer antes de morrer1000 lugares para conhecer antes de morrer – Patrícia Schultz

Sinopse: Seja você é um viajante inveterado ou alguém que simplesmente adora ler sobre lugares e culturas diferentes, vai se deliciar com esta extraordinária seleção do que existe de melhor para ser visto e apreciado nos cinco continentes – de belezas naturais a maravilhas criadas pelo homem.

Entre as opções selecionadas pelo olhar perspicaz de Patricia Schultz para atender a todos os gostos e bolsos estão reservas ecológicas, ruínas sagradas, resorts, restaurantes, vilarejos esquecidos pelo tempo, museus, teatros, catedrais, fiordes, cavernas, cruzeiros, safáris, trilhas, passeios de balão e ilhas fantásticas. Sem falar nos eventos culturais, artísticos, gastronômicos, religiosos e esportivos e nos incríveis roteiros por palácios e vinhedos.

Ao final de cada texto, este guia lhe diz como chegar lá, fornece telefones, sites, e-mails, indica a melhor época para o passeio e lista preços aproximados no Brasil e no exterior.

 

o grande bazar ferroviárioO grande bazar ferroviário – Paul Theroux

Sinopse: Na tradição dos grandes escritores-viajantes, Paul Theroux leva seu olhar curioso e observador ao vasto continente asiático, e seu longo itinerário vai se desenrolando diante do leitor como um exuberante mosaico de paisagens e sensações.

Dos elegantes vagões do Expresso do Oriente aos vagarosos e surrados trens indianos, dos luxuriantes arrozais vietnamitas às imaculadas estepes da Sibéria, o que interessa ao autor-viajante, mais do que os países em si, são os trens e seus passageiros. Assim, a epopéia asiática de Theroux é pontuada por pessoas, e são os seus depoimentos, narrados com elegante ironia, que fazem de ‘O Grande Bazar Ferroviário’ um passeio delicioso.

Partindo de Londres em uma tarde de outono, Theroux segue pela Itália, Iugoslávia e Bulgária até a Turquia e as belíssimas mesquitas de Istambul. Atravessa o Irã, Afeganistão e Paquistão para chegar à Índia, onde fica impressionado com a multidão e a pobreza. Adentra o Extremo Oriente pela Birmânia e passa por Tailândia, Malásia, Cingapura, Camboja e Vietnã, onde constata as marcas profundas deixadas pela recém-terminada guerra contra os Estados Unidos. Seu périplo se conclui com uma passagem pelos asseptizados trens-bala do Japão e um derradeiro e interminável trajeto a bordo do mítico Expresso Transiberiano, cruzando as paisagens desoladas do interior da União Soviética.

Pródigo em anedotas e situações inusitadas, mas também em argutas observações sobre os países que atravessa, Theroux constrói um retrato multifacetado de um continente em transformação. A Ásia que ele visitou há trinta anos não existe mais, mas é possível ver, em seu relato, os indícios das turbulências que hoje a convulsionam, assim como a riqueza e diversidade de suas paisagens e culturas.

 

as viagens mais fantásticas do mundoAs viagens mais fantásticas do mundo – Anna Maria Quirino

Sinopse: Este livro ilustrado oferece mil atrações alternativas e menos exploradas para destinos turísticos já considerados consagrados. As viagens estão divididas em lugares históricos, festivais e festas, grandes jornadas, marcos arquitetônicos, maravilhas da natureza, praias, esportes e atividades, arte e cultura, e cidades.

O leitor poderá conhecer as vantagens de visitar a Isla del Sol, na Bolívia, descobrirá informações sobre o litoral Noroeste da Córsega e as Ilhas Croatas, entre outros destinos.

 

COMPARTILHAR

NENHUM COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO