Óbidos, a cidade medieval portuguesa

Quando ouvimos falar em “cidade medieval” logo pensamos naquelas vilas, cercadas por uma muralha, no alto de uma colina e com um castelo no meio. Óbidos é exatamente assim.

A pouco mais de 80 km de Lisboa, a cidade de Óbidos foi tomada dos Mouros no ano de 1148 e reconhecida como município no ano de 1195, data que é considerada a sua fundação, porém os seus registros mais antigos datam um período anterior a Cristo.

Durante séculos a pequena vila murada fez parte do dote de várias rainhas portuguesas, devido a isso carregou por muito tempo o título de “presente das rainhas”. O nome da cidade provém de oppidum, termo em latim usado para as principais povoações nas áreas dominadas pelo Império Romano.

As muralhas de Óbidos, vistas da rodovia.
A muralha de Óbidos, vista da rodovia.

 

Conhecendo a vila

Para chegar ao interior da área murada é preciso atravessar a “Porta da Vila”, a entrada oficial da vila de Óbidos, que é toda revestida nos típicos azulejos portugueses que retratam a paixão de Cristo. Durante o dia alguns músicos ficam por ali, deixando o clima ainda mais interessante.

A "Porta da Vila" com seus azulejos.
A “Porta da Vila” com seus azulejos.

Ao entrar na vila o visitante pode se perder entre suas ruas de pedra, e conhecer os cantos da vila sem muita pressa, ou andar pela rua Direita até chegar ao castelo, passando pelas várias casas com detalhes em azul e amarelo.

Ruas de pedra dentro da Vila de Óbidos.
Ruas de pedra dentro da Vila de Óbidos.

Considerada uma das sete maravilhas de Portugal, o Castelo de Óbidos é o ponto mais alto e também a principal atração da vila. Atualmente ele funciona como uma pousada e a visita interna é permitida apenas para hóspedes.

O Castelo de Óbidos é considerado uma das sete maravilhas de Portugal.
O Castelo de Óbidos é considerado uma das sete maravilhas de Portugal.

Pra quem deseja ter uma visão mais panorâmica, a dica é subir na muralha e percorrer seu 1,5km. Do alto é possível também ver todo o entorno da montanha e o aqueduto que levava água até a vila. O percurso dura aproximadamente 2 horas.

Placa com um pouco da história de Óbidos.
Placa com um pouco da história de Óbidos.

No Posto de Turismo de Óbidos é possível participar de diversas visitas guiadas ao interior da cidade. Essas visitas percorrem os principais monumentos da vila, rede de museus e galerias, e contam um pouco sobre a história de Óbidos e de seus habitantes. Geralmente as visitas guiadas tem duração aproximada de 1h30 e os valores variam entre €2,50 e €5,00, de acordo com o percurso.

A Vila de Óbidos vista do alto da muralha.
A Vila de Óbidos vista do alto da muralha.

Antes de deixar a vila, experimente também a famosa Ginginha de Óbidos, um licor feito a partir de um tipo silvestre de cereja chamado ginja. Essa bebida é típica de Portugal, porém a mais famosa é feita em Óbidos e servida em um copo de chocolate.

As ruas da vila enfeitadas durante a noite.
As ruas da vila enfeitadas durante a noite.

 

Como chegar

Existem 3 opções para chegar à Óbidos, partindo de Lisboa:

  • Carro – Pegando a rodovia A8 no sentido Leiria e deixando a rodovia na saída 15. O trajeto é de pouco mais de 80 km e o custo com pedágio é de €4,65.
  • Ônibus – Os ônibus (ou autocarros, em Portugal) partem da estação Campo Grande (linha verde do metrô) e param na entrada da vila, o valor da passagem é de €8 e a empresa que faz o percurso é a Rodotejo.
  • Trem – Os trens (ou comboios, em Portugal) partem da estação Rossio e param na estação de Óbidos, porém a estação fica um pouco distante da vila. O valor da passagem é €8 e os horários podem ser consultados no site da empresa Comboios de Portugal.

Óbidos é um destino que pode ser visitado tranquilamente em 1 dia e também pode ser combinado com outras cidades, como Fátima e Batalha.

COMPARTILHAR

NENHUM COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO